Ciro é ultrapassado por Alckmin, e Amoedo passa Marina, revela nova pesquisa do BTG Pactual

Nova pesquisa BTG Pactual divulgada nesta segunda-feira (1º) revela uma mudança de posições entre os candidatos a presidente da República que aparecem a partir da terceira colocação. Geraldo Alckmin ultrapassou Ciro Gomes e agora é o terceiro colocado. Os dois têm, respectivamente, 11% e 9%, mas estão tecnicamente empatados, dentro da margem de erro, que é de dois pontos percentuais (pp). 
Jair Bolsonaro continua isolado no primeiro lugar com 31%, 2pp abaixo do levantamento da pesquisa da semana passada, mas dentro da margem de erro. Já Fernando Haddad subiu um ponto e agora tem 24%. Outra ultrapassagem foi a de João Amoedo sobre Marina Silva. O candidato do Novo tem 5% e a da Rede, 4%. Os dois também estão tecnicamente empatados.  Os dados são da pesquisa estimulada.
Henrique Meirelles e  Álvaro Dias têm 2% cada um. Os outros candidatos somam 1%. Brancos e nulos foram 2%. A pesquisa mostrou ainda que 6% dos eleitores dizem que não votarão em ninguém e outros 4% não sabem em quem votar. 
A pesquisa do Instituto FSB Pesquisa entrevistou 2 mil eleitores por telefone entre os dias 29 e 30 de setembro nas 27 unidades da Federação. O entrevistados tinham idade a partir de 16 anos. A margem de erro é de 2pp e o intervalo de confiança é de 95%.

Votos válidos
Considerando os votos válidos, aqueles que não consideram os brancos e nulos na contagem final, e usado para dar o resultado das eleições, Bolsonaro aparece com 35%. O ex-capitão está 8pp acima de Haddad, que tem 27%, mas está longe de garantir uma eventual vitória no primeiro turno, já que seria necessários o mínimo de 50% mais 1 dos votos. 
Neste cenário de votos válidos, Alckmin tem 12% e Ciro 10%. Mais abaixo na disputa Amoedo (5%) e Marina (4%). Álvaro Dias aparece com 3% das intenções de voto e Henrique Meirelles tem 2%. Cabo Daciolo também surge com 1%, mesmo percentual somado pelos outros candidatos.
Segundo turno
A pesquisa BTG Pactual também perguntou aos eleitores em quem eles votariam em quatro deferentes cenários de um segundo turno, nos quais Bolsonaro enfrenta Ciro Gomes, Fernando Haddad, Geraldo Alckmin e Marina Silva.  
Contra Ciro, o candidato do PSL perde de 45% a 41%. Se o adversário fosse Haddad, ele venceria com 43% contra 42% do petista. Já disputando com Alckmin, o tucano venceria por 42% a 41%. Contudo, todos estes resultados são empates técnicos. 
O único cenário em que Bolsonaro vence com folga é contra Marina. Ele tem 44% e a candidata da rede 39%, resultado fora da margem de erro.
Diário do Nordeste
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget