Deputados estaduais criticam ex-assessor que chamou mulheres de "vadias"

Deputados estaduais criticaram, nesta terça-feira (30), durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa do Ceará, declarações de um servidor da Casa nas redes sociais. Ele havia chamado de "vadias", em uma publicação na segunda-feira (29), as mulheres que teriam apoiado a candidatura de Fernando Haddad à Presidência da República. Depois da repercussão do caso, o servidor virou alvo de protestos de mulheres que trabalham na Assembleia e foi desligado do cargo de assessor de um parlamentar. 
"As mulheres de respeito deste imenso Brasil disseram ELE SIM! As vadias... Bem, lugar de vagabundo é defendendo laranja de presidiário", disse ele na sua página do Facebook.
Deputados rechaçaram o comportamento do servidor e mulheres que trabalham na Casa ocuparam o Plenário em forma de protesto. 
Presidente da Procuradoria Especial da Mulher, a deputada Augusta Brito (PCdoB) defendeu que esse tipo de atitude não pode virar "modinha".
"Uma maneira totalmente desrespeitosa a todas as mulheres, que pensaram diferente, porque a democracia nos dá a liberdade de pensar diferente, nos dá a liberdade de escolher quem quer que seja".
O deputado Carlos Felipe (PCdoB) ressaltou que a opinião do servidor não representa a maioria dos parlamentares da Casa. "Não se pode chamar milhões de mulheres disso. Não aceitaremos esse tipo de pensamento e ação", disse o deputado Carlos Felipe (PCdoB).

Diário do Nordeste
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget