O perfil de 4 ministros confirmados para a Gestão Bolsonaro

Eleito, Jair Bolsonaro confirmou, durante campanha eleitoral, quatro nomes como ministros da nova gestão do País coordenada por ele. Em publicação no Twitter, Bolsonaro mencionou o deputado federal reeleito Onyx Lorenzoni (DEM-RS), citado para a Casa Civil, o general da reserva Augusto Heleno, já indicado para o Ministério da Defesa, e o coordenador econômico da campanha do candidato do PSL, Paulo Guedes, como os únicos nomes definidos para um eventual ministério. Recentemente, o quarto nome indicado é o do astronauta brasileiro Marcos Pontes para o Ministério da Educação.

Conheça o perfil dos futuros ministros

Paulo Guedes
Bolsonaro admite que não entende de economia, mas afirma que confiará o ministério da Fazenda a Paulo Guedes, um economista de 69 anos formado no liberalismo da Universidade de Chicago. Ele é um dos fundadores do Banco Pactual e também fundador e sócio majoritário do grupo BR Investimentos. Guedes também já foi integrante do conselho de administração de diversas companhias, como PDG Realty (PDGR3), Localiza (RENT3) e Anima Educação (ANIM3).  
Guedes pode comandaras pastas da Fazenda, Indústria e Comércio, Planejamento, além da secretaria de Investimentos Públicos.  

Onyx Lorenzoni
Deputado desde 2003, Onyx Lorenzoni, de 64 anos, é filiado ao partido Democratas (DEM) e reconhecido por iniciativas de combate à corrupção. Em um governo de Bolsonaro ocuparia o cargo de ministro-chefe da Casa Civil, responsável por compensar a falta de experiência nos meandros da política. 

General Heleno 
Augusto Heleno Ribeiro tem a admiração de Bolsonaro. O general foi seu instrutor na Academia Militar nos anos 1970 e seria seu ministro da Defesa. O oficial da reserva, que foi comandante da Missão da ONU no Haiti (Ministah), poderia ter sido vice-presidente de Bolsonaro, mas o Partido Republicano Progressista, ao qual é filiado, rejeitou a indicação. 

Marcos Pontes
Piloto de combate e astronauta, Marcos Pontes, 55 anos, foi o primeiro brasileiro a viajar ao espaço, em 2006, a bordo do foguete Soyuz, que o levou à Estação Espacial Internacional (ISS), onde passou uma semana. Ele pode assumir a pasta da Ciência e Tecnologia.
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget