Supermercados apostam em inovação para crescer no Ceará

O setor de supermercados do Ceará tem apostado em novos formatos de lojas, tecnologia e no fortalecimento das redes de compras para competir com empreendimentos maiores. Um dos resultados dessas estratégias é a retomada dos investimentos em expansão e abertura de novas unidades. Neste ano, o consumidor cearense tem testemunhado um 'boom' de lançamentos de supermercados.
Desde janeiro, já foram abertas 12 unidades e outras 8 estão previstas até o fim do ano, segundo a Associação Cearense de Supermercados (Acesu). O crescimento deve se manter em 2019, com a expectativa de inauguração de mais 40 novas lojas, o que representa mais da metade da quantidade inaugurada ao longo dos últimos 20 anos, quando foram abertas 60 lojas, segundo informou o vice-presidente da Acesu, Nidovando Pinheiro.
Para manter a competitividade dos empreendimentos, as redes de supermercados têm investido em tecnologia. Um exemplo são os aplicativos para compra online, câmaras com reconhecimento facial e caixas de autoatendimento, por exemplo. "O varejo na década de 1990 era considerado o 'santuário do atraso' da economia. Desde lá, passou por grandes transformações e hoje é um dos segmentos mais competitivos da nossa economia. No Estado, essa inovação se acentua ainda mais. Portanto, os empresários do setor têm investido fortemente em tecnologia para proporcionar experiências de compra agradáveis aos seus clientes", reforça Eduardo Gomes de Matos, chairman da Gomes de Matos Consultores Associados, especializada no setor supermercadista.
Estruturadas com base na cooperação, as redes de supermercados são uma opção para conferir robustez e competitividade aos pequenos e médios. Isso não impede, entretanto, que empreendimentos de grande porte sejam atraídos por esses sistemas de organização em busca de maior poder de negociação e compartilhamento de experiências.
No Ceará existem 30 associações em atividade. Uma delas é a Uniforça, que reune pequenos e médios para fazerem frente ao potencial dos atacarejos e grandes supermercados. De acordo com o presidente da associação e vice-presidente da Associação Cearense de Supermercados (Acesu), a rede é a maior em faturamento no Estado e segunda maior no País. É composta por 56 lojas de 30 marcas diferentes e o faturamento chega a R$ 1,55 bilhão.
"Compramos a maioria dos nossos itens em conjunto, como frutas, legumes, frios, embutidos, parte de produtos da cesta básica. A compra é feita com um único CNPJ, com isso temos um ganho significativo de preço e isso é repassado ao consumidor", arremata Nidovando Pinheiro.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget