Tasso confia em segundo turno no Ceará e critica necessidade de tropas federais

O senador Tasso Jereissati (PSDB), principal liderança da oposição ao grupo político em torno do governador Camilo Santana (PT), ainda acredita em uma disputa de segundo turno no Ceará com o General Theophilo (PSDB). Em entrevista na chegada ao Aeroporto de Juazeiro do Norte, na manhã deste sábado (6), o parlamentar também criticou a necessidade da atuação de tropas federais para garantir a segurança das eleições no Estado.
Tasso iniciou a agenda do último de campanha na região do Cariri ao lado de Theophilo, da candidata ao Senado, Mayra Pinheiro (PSDB) e outros postulantes do Sul cearense a cargos proporcionais. Participa de uma carreata em Juazeiro a partir do Estádio Romeirão, o principal da cidade. "Foi uma das campanhas mais bonitas do Ceará desde que eu participo da política, que é a verdadeira disputa entre um grupo de gente valente, corajosa e idealista, contra um grupo que se perpetua no poder a qualquer custo", comentou.
Ao elogiar o General Theophilo, o líder tucano disse que a distribuição do tempo de televisão para a disputa ao Governo foi "uma covardia", quando o maior volume foi concentrado na campanha de Camilo Santana. "Se o General tiver a oportunidade de ter um tempo igual na televisão, nós ganhamos a eleição, não tenho dúvida", afirmou. "É na urna que se ganha, não é na pesquisa", confiou Tasso.

Segurança
O senador cearense voltou a tecer críticas à insegurança no Estado, ao citar a convocação de tropas federais para atuação no Estado, por um pedido do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE). Tasso foi questionado sobre a capa do jornal Estadão deste sábado, que destaca Fortaleza como um dos locais de risco de conflito durante o pleito "como consequência da crise regional na segurança pública e da ação do crime organizado".
"Para vergonha nossa, (o Ceará é) um dos únicos estados brasileiros que precisam de intervenção federal para garantir a segurança, porque nem isso, o direito mínimo da população, está garantido", disse.
No cenário nacional, Tasso Jereissati acredita em segundo turno. Logo, não indicou em quem votaria em eventual cenário sem o candidato Geraldo Alckmin (PSDB). "Vamos esperar a urna. Eu estou acreditando ainda e vou acreditar até o fim que o Alckmin vai chegar lá. E nós vamos estar com o Alckmin", finalizou.

Diário do Nordeste
Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget