Bolsonaro barra Folha e outros jornais em primeira entrevista coletiva como presidente eleito

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, recebeu a imprensa na tarde desta quinta-feira (01) em sua casa, no condomínio Vivendas da Barra, zona oeste do Rio.
Na primeira coletiva como presidente, foram selecionados os veículos que poderiam participar.
Apenas nove veículos foram autorizados a entrar no local: TV Globo, GloboNews, Band, Record TV, SBT, Jovem Pan, Reuters, UOL, Rede TV! e G1. Bolsonaro recebeu um grupo de 21 jornalistas.
A Folha de S. Paulo ficou de fora da lista, assim como os jornais O Globo, Valor Econômico, CBN e EBC.

Na portaria do condonímio estava uma policial federal chamando os nomes que estavam em uma lista previamente organizada. Questionada ela não soube dizer porque a Folha não consta na lista e limitou-se a dizer "Autorização é de dentro para fora".
O Assessor do gabinete do filho de Bolsonaro, Tércio Arnaud, alegou que a restrição foi necessária por causa do espaço físico do local.

Questionado sobre a restrição da entrada de alguns repórteres, Bolsonaro disse: "A imprensa está muito diversificada, eu cheguei aqui graças às mídias sociais. Quem vai fazer a seleção de qual imprensa vai sobreviver ou não é a própria população".

"A imprensa que não entrega a verdade vai ficar para trás", disse. "Eu tenho a maior consideração por vocês, eu não mandei restringir ninguém não", afirmou.
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget