População ocupada volta a crescer no CE em 2017

Após dois anos consecutivos de retração, a quantidade de cearenses inseridos no mercado de trabalho – formal ou informalmente – voltou a crescer no ano passado. Conforme dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD Contínua), divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 3,513 milhões de pessoas com 14 anos estão ocupadas no Ceará. 
O número é 2,3% superior ao contingente de 2016 (3,433 milhões), o que representa uma reversão do movimento de queda visto no mercado de trabalho nos últimos anos. Com 3,377 milhões de ocupados em 2012, o número de ocupados cresceu nos anos seguintes até atingir um pico de 3,524 milhões em 2014, início da crise econômica. Em 2016, a retração foi de 2,6% (92 mil pessoas).  
De acordo com o chefe da unidade estadual do IBGE, Francisco Lopes, a recuperação foi impactada pela quantidade de pessoas que não encontraram vagas de trabalho no mercado formal e resolveram tocar seus negócios, seja por conta própria ou como empregadores. Esse contingente avançou 3,6% na virada de 2016 para 2017, passando de 1,086 milhão de pessoas para 1,126 milhão no Ceará.
"A pesquisa abrange pessoas de vários segmentos, inclusive as que estão em busca de trabalho, e nós percebemos que, com esses resultados, houve uma melhora que refletiu a recuperação econômica vista nesse período", explica Lopes. 
O chefe da unidade estadual do IBGE pondera, entretanto, que ainda é necessário melhorar a oferta de emprego não apenas no Ceará, mas em todo o País. "Temos um número significativo de pessoas em busca de trabalho, mas há também um segmento que já desistiu de procurar - os desalentados. É necessário reverter esse quadro", aponta.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget