Sábado é dia "D" de vacinação para cães e gatos

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) promove, neste sábado (24), o dia "D" de vacinação para cães e gatos. Todos os postos de zoonoses dos 184 municípios cearenses estarão abertos das 8 às 17hrs. A Campanha de Vacinação Antirrábica segue até o dia 23 de dezembro.  
A vacinação anual de cães e gatos é eficaz na prevenção da raiva nesses animais e consequentemente, a raiva humana. A meta para este ano é imunizar 2.069.386 animais, sendo 1.311.871 cães e 757.515 gatos. Em 2017 foram vacinados 1.704.580 animais no Ceará. Destes, 1.189.749 cães, o equivalente a 92,13% da meta prevista, e 514.831 gatos. 
De acordo com o assessor técnico do Programa de Controle da Raiva, Bergson Moura, "a campanha ocorre apenas uma vez por ano, embora existam postos fixos de vacinação rotineira nos diversos municípios do Estado. Alcançar a meta vacinal é a maneira mais segura de obter a profilaxia (medidas preventivas) da doença através de uma ação eficaz, realizada em um curto prazo e com grande alcance na objetividade em imunizar o maior número possível de cães e gatos”, ressalta.

Transmissão e sintomas
A transmissão da raiva ocorre principalmente através de mordedura e pode ser transmitida também pela arranhadura ou lambedura de animais infectados com a doença. A eliminação de vírus pela saliva nos cães e gatos ocorre de 2 a 5 dias antes do aparecimento dos sinais clínicos e persiste durante toda a evolução da doença (período de transmissibilidade). A morte do animal acontece, em média, entre 5 e 7 dias após a apresentação dos 
sintomas.
O período de incubação do vírus no cão e no gato é de 15 dias a 2 meses. Os sintomas do cachorro que contraiu raiva são: agressividade, salivação excessiva, latido rouco, tremores musculares e ranger de dentes, falta de coordenação motora, andar cambaleante e contrações involuntárias. Já nos gatos, há mudanças sutis de comportamento, seguido de hiperatividade e possíveis convulsões.
A fase paralítica é terminal, apesar de ser provável que os animais morram no segundo estágio, das convulsões. Em média, a morte do cão e do gato infectado ocorre de 5 a 7 dias após o início dos sintomas.
Ao verificar o primeiro sintoma no cachorro ou no gato, é necessário que as pessoas que tiveram contato ou que foram agredidas pelo animal lavem o ferimento abundantemente com água e sabão, apliquem produto antisséptico e procurem atendimento médico o mais rápido possível. A unidade de referência no tratamento antirrábico humano é o Hospital São José, do Governo do Ceará.
A raiva é uma doença infecciosa viral aguda, que acomete mamíferos, inclusive o homem, e caracteriza-se como uma encefalite progressiva e aguda com letalidade de aproximadamente 100%. Neste ano, até o dia 20 de novembro, 73 casos de raiva animal foram confirmados no Ceará. Destes, 41% foram em morcegos não hematófagos (que não sugam sangue). Até o último dia 17, o estado registrou 33.495 acidentes por animal potencialmente transmissor de raiva.
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget