'É muito difícil fazer um julgamento sobre a ação dos policiais', diz secretário André Costa

O titular da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, afirmou na manhã desta sexta-feira (7) que não se deve fazer um julgamento antecipado da ação policial que impediu um ataque a dois bancos em Milagres na madrugada desta sexta-feira (7), mas culminou com a morte de pelo menos seis reféns. O IML de Juazeiro do Norte havia informado, inicialmente, 13 mortes no tiroteio. Em nota, a Secretaria de Segurança confirmou 12 óbitos. 
Segundo ele, "o momento é de sermos responsáveis a aguardar a apuração que será feita", ressaltou durante entrevista concedida na inauguração do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública - Regional Nordeste, no fim da manhã desta sexta. Costa destacou ainda que confia no trabalho da polícia e que é muito cedo para culpar a ação da polícia pela morte de reféns em Milagres.
Dentre os inocentes mortos, cinco pertenciam a uma mesma família.

Dois suspeitos foram presos
Segundo André Costa, dois suspeitos foram presos e um deles confessou que teria atirado em outras pessoas. “A gente não sabe ainda o que aconteceu. Houve uma troca de tiros. A informação preliminar que recebemos é que um dos criminosos presos acabou dizendo que matou pessoas que estavam no local e não eram da quadrilha. Mas toda informação é insuficiente. O trabalho da perícia é importante e a investigação. Confio muito no trabalho da nossa polícia”, disse André Costa.
"É muito dificil, de longe, fazer um julgamento sobre a ação dos policiais no meio de um tiroteio", disse.
O secretário disse ainda que uma equipe da Polícia Militar realiza buscas na região com objetivo de prender outros suspeitos. “São seis criminosos mortos e dois presos ajudaram na confirmação de quem eram os criminosos”. Durante a operação da polícia, segundo André Costa, os agentes apreenderam pistolas, espingardas calibre 12, munições e explosivos.
Também foram apreendidos uma pistola 9 milímetros, um revólver calibre 38, uma arma calibre 12 e explosivos foram apreendidos. Três veículos envolvidos na ocorrência, sendo um Celta e duas caminhonetes, foram encontrado. Equipes da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) realizam trabalho de levantamento de vestígios nos locais. 

Buscas continuam
Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) informou que o grupo fortemente armado chegou à cidade durante a madrugada e seguiu para o Centro, onde tentaram assaltar duas agências bancárias. Houve confronto entre suspeitos e policiais de equipes do Grupo de Ações Táticas Especial (Gate), do Comando Tático Rural (Cotar), da Força Tática (FT) e do Batalhão de Divisas – da PMCE – e da delegacia de Brejo Santo. Além disso, uma equipe da Delegacia de Furtos e Roubos (DRF) foi acionada para o local da ocorrência. Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) também foi destacada para auxiliar nas buscas aos criminosos.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget