Golpes por clonagem de WhatsApp fizeram ao menos cinco mil vítimas no Ceará

A Polícia Civil registrou pelo menos 50 boletins de ocorrência no Ceará contra golpistas que clonam números de WhatsApp e pedem dinheiro, por meio de mensagens, fingindo ser conhecidos das vítimas. A Célula de Inteligência Cibernética do Departamento de Inteligência Policial (DIP), responsável pelas investigações, estima mais de cinco mil vítimas da ação no país. 
Segundo o delegado geral da Polícia Civil, Everardo Lima, e o diretor da Célula de Inteligência, Julius Bernardo, os valores transferidos para a conta dos golpistas, segundo os primeiros levantamentos, ficam entre R$ 70 e R$ 80 mil.
Conforme a polícia, os criminosos conseguiam o acesso aos contatos e à conta no aplicativo de mensagem da vítima através da solicitação do resgate do número para um suposto novo chip. De posse do número, os suspeitos passavam a conversar com os contatos das pessoas por meio do WhatsApp. As conversas mudavam de acordo com o perfil dos alvos. Para algumas pessoas, o grupo de criminosos solicitava dinheiro para resolver contratempos como trocar pneu de um carro ou comprar um eletrodoméstico. Já para outros, o assunto que o golpista usava para pedir dinheiro seria a compra de um carro ou pagamento de algum serviço contratado.
As vítimas da ação começaram a ser ouvidas. Alguns suspeitos já foram identificados pela polícia, dentre eles, um dos chefes do grupo, que é interestadual. Outras pessoas são investigadas por participação direta ou indireta no esquema. A polícia apura o envolvimento do grupo em ações contra as prefeituras do Ceará.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget