PUBLICIDADE
PUBLICIDADE



População denuncia estado de abandono de cemitério de Ipueiras

Moradores da pequena cidade de Ipueiras, na Serra da Ibiapaba, têm se queixado do "abandono, descaso e desrespeito" ao único cemitério do Município, que conta com pouco mais de 40 mil habitantes. O local está tomado pelo mato e lixo. Túmulos estão destruídos e há caixões expostos em várias partes do sepulcrário.
"A porta está sempre aberto. Qualquer um pode entrar quando quiser e a hora que quiser, não há fiscalização ou segurança", reclama um morador que pediu para não ser identificado. 
Na última terça-feira, um vídeo gravado de dentro do cemitério de Ipueiras mostra túmulos violados com dois caixões, ainda com os corpos dentro. O vídeo foi divulgado nas redes sociais e teve ampla repercussão. Três dias depois, os túmulos e caixões continuavam na mesma situação.


"Isso não é um fato raro. É regra, está tudo abandonado", acrescenta o morador que paga mensalmente para uma pessoa realizar a limpeza do túmulo da família. "Se eu não arcar com a limpeza, tudo se acaba. Inclusive, já nos deparamos com ossos humanos pelo cemitério", finaliza. 
Sem nenhuma identificação no portão principal, o procurador do Município, Lucas Sampaio, disse que "a diocese é detentora do cemitério" e que eventualmente a prefeitura faz serviços de limpeza e reparos do local, "para atender a demanda da população".
Padre Denilson, responsável pela Diocese, confirmou que o cemitério é patrimônio da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, mas ressaltou que os "jazigos são de responsabilidade das famílias que compram os espaços". Sobre o túmulos violados e caixões espalhados pelo chão, o religioso justificou dizendo que o cemitério está passando por uma reforma. 

Diário do Nordeste
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget