PUBLICIDADE



‘Virose da mosca’: número de casos cresce 123% e Ceará registra 11 mil notificações da doença

A Doença Diarreica Aguda (DDA) — conhecida erroneamente como “virose da mosca” — já registrou 11.106 casos, no Ceará, de acordo com nova planilha de doenças de notificação compulsória da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa). O documento é referente ao período de 06 a 12 de janeiro deste ano. Com a atualização, o número de casos cresceu 123% — pulando de 4.971 para 11.106 notificações.
De acordo com informações publicadas na planilha da Sesa, o Ceará registrou um surto de DDA, no município de Maranguape em 2019. Apesar do fato, a coordenadora da Vigilância em Saúde do Ceará, Daniele Queiroz, explica que "esse surto não vai conseguir dimensionar a importância epidemiológica que estamos vivendo com essa doença". A DDA causa, principalmente, problemas intestinais como diarreia. Náuseas, vômito, febre e dor de cabeça também podem ser sintomas da doença.
Apesar do apelido, a doença não é transmitida pela mosca. O contágio da virose é através do contato interpessoal, seja ele direto ou indireto. Por isso, a principal forma de evitar a doença é reforçar a atenção aos hábitos saudáveis de higiene (lavar as mãos, os alimentos, utilizar álcool em gel etc.).
Em relação aos modos de evitar a DDA, higiene é a principal alternativa, porém, uma vacina auxilia os hábitos higiênicos na missão de proteger a população contra a “virose da mosca”. Contudo, a DDA é causada por mais de um tipo de vírus, além das bactérias.
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget