PUBLICIDADE



Bate-boca na AL: Fernando Hugo acusa André Fernandes de "molecagem"

O segundo dia de sessão na Assembleia Legislativa foi marcado por bate-boca entre deputados no Plenário, nesta quinta-feira (7). A confusão começou quando o deputado André Fernandes (PSL), o mais novo da Casa - 21 anos - disse durante discurso que "no dia em que algum colega deputado vier me oferecer dinheiro", ele denunciaria na tribuna. Fernando Hugo (PP) reagiu e chamou de "molecagem" a fala do parlamentar.
No seu primeiro discurso, André Fernandes, que é Youtuber, afirmou que muita gente odeia ele na internet e que já foi ameaçado. Nesse momento, o parlamentar disse que não aceitaria dinheiro de forma escusa na Assembleia.
"Não estou acusando ninguém. Mas no dia em que algum amigo, colega deputado, vier me oferecer dinheiro para qualquer que seja o motivo, no outro dia eu venho no Plenário e coloco em público. Não venham no meu gabinete oferecer dinheiro, que no outro dia vai ser matéria em todos os jornais."
A declaração do parlamentar provocou uma reação do deputado Fernando Hugo (PP), que chamou de "molecagem" a fala do parlamentar. "Isso é um insulto ao Parlamento cearense, se você for vir com essa molecagem, insinuando coisas que eu nunca vi, pode ficar com ela, não traga ela pra cá não".

Verba de Desempenho Parlamentar (VDP)
André Fernandes falou ainda durante discurso sobre o ofício protocolado por ele, no último dia 28, em que abre mão, em caráter irrevogável, da aposentadoria parlamentar, do carro oficial e de uma ajuda de custo que os parlamentares recebem no início e no término de cada legislatura.  
A deputada Silvana Oliveira (PR) pediu um aparte e acusou o parlamentar de estar querendo se promover às custas da Assembleia.  "A respeito do carro oficial, essa Casa Legislativa não dispõe de carro oficial para deputados. Faça [a iniciativa] sem querer crescer em cima dessa Casa, apresentando projetos, utilizando o seu mandato para ser voz para seu público".
O deputado do PSL por sua vez, frisou que o parlamentar tem direito à locação de veículo terrestre, o que ele considera um 'privilégio exagerado'. "Não vou abrir mão de toda a VDP. Eu vou abrir mão daquilo que eu acho privilégio exagerado. Abro mão da locação de veículo terrestre. Agora recebi sim a ajuda de custo de R$ 19 mil. Amanhã estou indo doar este valor e vou divulgar nas redes sociais. Está achando ruim? Trabalhe da sua forma."

Diário do Nordeste
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget