PUBLICIDADE



Assaltantes de banco e pistoleiros morrem em confronto com a PM em Morada Nova

Três bandidos considerados de alta periculosidade, envolvidos em assaltos a bancos, roubos de cargas e crimes de pistolagem na região do Vale do Jaguaribe, morreram na madrugada desta sexta-feira (26) em confronto com a Polícia Militar. O chefe do bando teria se suicidado, disparando um tiro na cabeça ao perceber que seria preso. Ele prometia não se entregar às autoridades e cumpriu a ameaça. Os comparsas tombaram na troca de tiros com a PM.
O confronto entre os assaltantes e policiais militares do Comando Tático Rural (Cotar), do Batalhão de Polícia de Choque (BpChoque), aconteceu por volta de 3 horas, quando as patrulhas de deslocaram até o Distrito de Uiraponga, na zona rural do Município de Morada Nova (a 163 Km de Fortaleza), para averiguar a informação de que ali estaria escondido o assaltante de bancos Sílvio Leno Chaves Barbosa, chefe do grupo de assaltantes de bancos e foragido da Justiça, com mandado de prisão em aberto na Comarca de Piquet Carneiro.
Havia, ainda, a informação de que Sílvio Leno estaria escondido em  uma residência e seus comparsas em outra, vizinha.  Duas patrulhas participaram da operação e cercaram os dois imóveis ao mesmo tempo.

Tiroteio
Na primeira casa estava o criminoso líder da quadrilha. Armado com uma pistola modelo PT-100, de calibre Ponto 40, Sílvio Leno disparou a arma contra os policiais militares, que revidaram. Tentou fugir pelos fundos do imóvel, mas não conseguiu. Decidiu, então, cumprir a promessa de não se entregar e disparou um tiro fatal na cabeça.
Na outra casa estavam dois comparsas do assaltante, um deles conhecido por “Raimundo Filho” e outro  pelo apelido de “Corredor”, um deles como uma pistola modelo Glock calibre Ponto 40 e o outro com um revólver calibre 32.  Duas motocicletas roubadas – uma XRE e uma Bros – estavam também em poder dos assaltantes.
Na troca de tiros com os policiais, “Corredor” e “Raimundo Filho” foram baleados. Junto com o chefe da quadrilha, foram socorridos para o Hospital de Morada Nova, onde morreram.
A Polícia agora trabalha na tentativa de localizar outros integrantes do bando.

Quadrilha perigosa
Sílvio Leno era caçado na Região do Vale do Jaguaribe há anos. Apontado como matador,  integrava um bando anterior chefiado pelo comparsa William Diógenes. Do grupo também faziam parte Edilano Nogueira e “Vaqueirinho”.
A quadrilha era temida na região formada pelos Municípios de Jaguaribe, Morada Nova, Jaguaretama, São João do Jaguaribe, Jaguaribara, Tabuleiro e Limoeiro do Norte. Além de assaltos a bancos,  agência dos Correios, roubo de cargas e assaltos nas estradas, os criminosos também eram envolvidos em crimes de pistolagem.

Fernando Ribeiro
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget