PUBLICIDADE
PUBLICIDADE



Chefes de facção criminosa cearense são presos levando vida de luxo em Pernambuco

Dois integrantes de facção criminosa cearense foram presos neste fim de semana em Recife. Francisco de Assis Fernandes da Silva, o Barrinha, e Francisco Tiago Alves do Nascimento, o Tiago Magão, levavam vida de luxo na capital pernambucana. Eles são apontados nos relatórios de inteligência da Polícia Civil cearense como mandantes de ações da facção.
Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), Barrinha tem passagens na Polícia por sequestro, roubo e homicídio e foi denunciado pelo Ministério Público como um dos participantes da Chacina das Cajazeiras, em 2018. Ele era um dos criminosos mais procurados do Ceará até 2014, com envolvimento em ações contra bancos.
As informações foram divulgadas em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, 15. A operação foi realizada pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e pelo Departamento de Inteligência Policial (DIP).
A operação para capturar a dupla começou na sexta-feira, 12. Barrinha foi preso após cerco policial. Na casa dele, os policiais encontraram R$ 13.803 em espécie, 11 relógios de luxo, dois anéis de ouro, 11 cartões bancários e documentos falsos. No veículo do preso, os policiais encontraram uma pistola calibre 9 milímetros, com dois cartuchos e 33 munições.
Já Tiago Magão foi capturado no sábado, 13. Ele soube da prisão de Barrinha e se preparava para fugir da Polícia. No apartamento dele, no mesmo bairro em que morava Barrinha, a Polícia encontrou cartões bancários e documentos com nome falso.
A operação da Polícia também teve diligências em Natal onde, em dezembro, a Polícia tinha capturado um comparsa da dupla - Yago Steferson Alves dos Santos, o Yago Gordão.

O POVO Online
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget