PUBLICIDADE
PUBLICIDADE



Mais de 500 km de estradas federais estão esburacadas

O feriadão da Semana Santa e Tiradentes precisa ser de muita atenção para quem pretende viajar via terrestre pelo Ceará. Somente nas estradas federais que cortam o Estado, pelo menos 17 trechos de rodovias – o que correspondente a cerca de 542 quilômetros – estão com a estrutura comprometida por buracos no pavimento, demandando cuidados durante o deslocamento. Os dados são da Polícia Rodoviária Federal (PRF/CE).
A PRF-CE atenta para um aumento significativo no fluxo de veículos nas BRs cearenses durante a Semana Santa. Por isso, segundo alerta o inspetor Flávio Maia, chefe do Núcleo de Comunicação da PRF/CE, é preciso trafegar com mais cuidado e atenção, evitando, ainda, práticas consideradas de risco, como trafegar acima da velocidade permitida. “Os buracos podem ocasionar acidentes, porque as pessoas vão desviar deles e às vezes entram na contramão e colidem frontalmente com outro veículo. Ou, às vezes, o motorista freia e o que vem atrás não mantém a distância correta, acontecendo uma colisão traseira. Por isso, é importante manter a velocidade correta”, destaca Flávio Maia.
Entre os trechos listados como comprometidos pela PRF, na BR-116, de acordo com o órgão, há locais que vão do km 60 ao 250, entre os municípios de Russas e Chorozinho; do km 252 ao km 283, entre Nova Jaguaribara e Jaguaribe; e do km 340 ao 370, no trecho de Icó. Na BR-222, por sua vez, os condutores devem tomar cuidado ao passarem pelos quilômetros 226, do 235 ao 253, 271, 286, 288, 301, 304 e 309. Ainda na mesma rodovia, um trecho com obras do km 310 ao 313, em Tianguá, deve demandar atenção por parte dos motoristas. 
Já na BR-020, do km 210 ao 310, entre Canindé e Boa Viagem, além do trecho que vai do km 340 ao km 345, em Caridade, são pontos sobre os quais alertam a Polícia. Os 100 primeiros quilômetros da BR-304, que liga a BR-116 ao estado do Rio Grande do Norte, também apresentam depressões. Segundo o órgão, as recentes chuvas no Estado contribuíram para a piora da condição das pistas. 
A reportagem demandou o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) sobre a estrutura das vias federais, mas até o fechamento desta edição nenhum retorno foi dado. 
Nas estradas estaduais, a situação é semelhante: em cerca de 1.754 km de extensão há problemas. Na terça-feira (16), o governador Camilo Santana anunciou o investimento de R$ 150 milhões para recuperação emergencial de 64 trechos de estrada danificados durante o período chuvoso. O Diário do Nordeste solicitou ao Departamento Estadual de Rodovias (DER) a listagem das estradas prejudicadas, mas o dado não foi informado.

Obras

Os motoristas, no entanto, devem manter atenção em cerca de 733 quilômetros de vias estaduais que já recebem serviços de pavimentação e restauração, ou que passam por obras de duplicação, conforme o DER. Entre elas, a CE-060, entre Pacatuba e Redenção; a CE-065, de Maranguape a Ladeira Grande; a CE-178, entre Morrinhos e Santana do Acaraú; a CE-025, entre a Rótula da Cofeco e a Avenida Oceano Atlântico; e CE-293, entre Missão Velha e Barbalha.
Segundo o DER, uma equipe de plantão ficará em cada Distrito Operacional (D.O) durante a Semana Santa, para oferecer mais segurança aos motoristas em circulação no feriado. A operação começa às 8h desta quinta-feira (18), e se estende até às 18h do domingo (21). Efetivo também atuará oferecendo suporte aos municípios com serviços como eventuais remoções de barreiras e ação tapa-buracos.
A condição precária das estradas cearenses, ano a ano, entra em destaque em levantamentos realizados pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). No ano passado, 72,4% da malha estadual e federal no Ceará foi classificada com alguma deficiência, levando em conta pavimento, sinalização e geometria da via. 

Diário do Nordeste
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget