PUBLICIDADE
PUBLICIDADE



Relembre - Há 19 anos, duas pessoas morriam em explosão com fogos em Santa Quitéria

Neste prédio verde, à direita, onde tudo aconteceu
A explosão de uma fábrica clandestina de fogos, que deixou seis pessoas feridas e três imóveis destruídos, na manhã desta quinta-feira (2), em Juazeiro do Norte, na região do Cariri, rememora um triste episódio registrado há quase 19 anos no município de Santa Quitéria.
Era 28 de setembro de 2000, por volta de 22h. O município respirava política, com as eleições que se aproximavam. Um comício do então prefeito e candidato a reeleição, Luciano Lobo, acontecia na Praça do Bradesco e a alguns metros dali, na rua João Pinto de Mesquita, um grupo de sete pessoas preparavam dentro de um prédio minúsculo, os fogos de artifício para um grande show pirotécnico.
O grupo só não contava que a explosão acontecesse era ali mesmo. A grande quantidade de fogos acabou gerando uma reação em cadeia, provocando um incêndio. O pior, o local estava com uma das portas trancadas e havia apenas uma saída.
Segundo o delegado da época, Alverne Mendes Mesquita Júnior, em meio a fumaça, algumas pessoas tentaram sair pela porta que estava trancada. Testemunhas que assistiram ao fato, relatam que uma verdadeira névoa de fumaça tomou conta das ruas próximas. Muitas pessoas passaram mal, inalando a fumaça tóxica e perplexos com o ocorrido.
Na tragédia, morreram Napoleão do Rêgo, 44, e Francisco Djalma Vieira Ramos, 20. Os outros feridos eram Mariza Pinheiro Araújo (que foi socorrida para a unidade de queimados de Fortaleza), Francisco de Assis Magalhães, João Vieira de Souza, João Eudes de Souza Vieira e Leo Faria Muniz.
O fogo foi controlado por um carro-pipa da cidade.
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget