PUBLICIDADE
PUBLICIDADE



Casos de dengue crescem 60% no Ceará entre os meses de fevereiro e maio

Em 2019, entre os meses de fevereiro e maio, o número de pessoas diagnosticadas com dengue no Estado chegou ao total de 3.613 casos, conforme dados da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa). Dados apontam que o aumento foi de 60,08% em comparação com o mesmo período do ano passado.
Fevereiro deste ano registrou 682 casos de dengue. Março e abril, meses com os índices mais altos, os números chegaram a 1182 e 1395 casos respectivamente. Os dados parciais de maio apontam que 354 pessoas foram atingidas pela doença.
“O que nós temos observado é que o número varia de ano a ano. Quanto mais se trabalha na prevenção mais se diminui os casos”, analisa o professor e médico infectologista, Anastácio Queiroz. Para ele, a forma como as pessoas habitam e lidam com a água está diretamente ligada aos casos de infecção com dengue. “Quem não tem saneamento em casa é muito difícil manter os outros aspectos (adequados)”. Ele destaca que é necessária a ação de políticas públicas para evitar a propagação da doença.
Conforme Anastácio, o fator mais importante na proliferação da doença é que há uma grande dificuldade para eliminar o mosquito aedes aegypti por conta do clima cearense ser favorável à reprodução do vetor e devido aos hábitos inadequados da população. Ele pontua que o acúmulo de água, medida tomada por falta de abastecimento, e de lixo contribuem para o aumento dos casos da doença. “Apesar das dificuldades nós não podemos nos considerar vencidos”, destaca lembrando a importância de cada pessoa cuidar de seu ambiente.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget