PUBLICIDADE



INSS quer dobrar número de servidores que analisam concessão de benefícios

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pretende dobrar o número de servidores dedicados exclusivamente à concessão de benefícios. Segundo o presidente do órgão, Renato Vieira, hoje há cerca de 3.400 funcionários trabalhando na análise dos pedidos de aposentadoria, pensão e outros auxílios. A expectativa é que em agosto esse número chegue a até seis mil servidores.
Essa realocação do quadro de pessoal será feita em função de outra novidade: a criação de uma espécie de fila única dos pedidos de concessão de benefícios para reduzir o tempo de espera dos segurados. Hoje, cada servidor é responsável por analisar os pedidos da agência na qual é lotado. Mas um decreto publicado na última sexta-feira (dia 26) cria cinco centrais de análise de benefício, divididas por regiões do país, em que o funcionário público acessará também pedidos de outras cidades e estados.
Vieira explicou ao EXTRA que todos os servidores do órgão que se dedicam exclusivamente à atividade de concessão de benefícios no país foram automaticamente vinculados a essas centrais. “Todos os pedidos estão num sistema só. Esses servidores vão analisar não apenas os benefícios da agência de lotação deles, mas vão puxar os processos de uma fila única, que é por ordem de antiguidade, para que a gente deixe de ter processos com muito tempo de análise. Com isso, a gente resolve também um problema de má distribuição: tem agência que está ociosa, e tem agência que está sobrecarregada”, afirmou Vieira.

Extra
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget