PUBLICIDADE



Justiça converte para preventiva prisão de policial que atirou em convidados de festa em Ipu

O juiz da Comarca de Mucambo converteu a prisão em flagrante para preventiva do policial militar Jorgeandro Vieira de Oliveira, 28 anos, suspeito de atirar contra convidados de uma festa de formatura em Ipu, na madrugada deste domingo (4). A informação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça do Ceará nesta segunda-feira (5). Pelo menos quatro pessoas foram baleadas na festa, que ocorria na casa de uma formanda, reunindo familiares e amigos dela. 
Três vítimas dos tiros são familiares da formanda. Sendo a irmã dela, uma adolescente de 17 anos, e os pais dela, Antônia Ildete Pereira Pontes, 42 anos, e Antônio Sergio Vasconcelos Pontes, 48 anos. A quarta vítima foi um outro convidado, atingido de raspão.


Jorgeandro Oliveira e a namorada também participavam da comemoração. A namorada do suspeito era amiga da formanda. Segundo familiares dos proprietários da casa, os tiros começaram após uma discussão entre o casal. O policial tentou matar a namorada a tiros dentro da residência e atingiu os convidados. Familiares das vítimas também afirmaram que o suspeito efetuou cerca de 15 disparos. 
"A namorada dele [do policial] entrou na casa e pediu pra entrar dentro do quarto dizendo que o namorado queria matar ela. Ele entrou depois [na casa] e disparou. E quem aparecia ele atirava. Foram 15 tiros", contou o tio da formanda, Osiris Pereira Pontes. 
A adolescente e o pai vítimas dos tiros passaram por cirurgia neste domingo (4). A mãe realizou exames e aguardava confirmação para saber se também precisaria passar por procedimento cirúrgico nesta segunda. 
O policial Jorgeandro Oliveira foi autuado por tentativa de homicídio.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget