Sem previsão de entrega, emissão de RG gera reclamações em Santa Quitéria

Sem previsão de entrega, emissão de RG gera reclamações em Santa Quitéria

Moradores de Santa Quitéria têm enfrentado nas últimas semanas, bastante dificuldade para a emissão da Carteira de Identidade. Quem se dirige ao Centro Administrativo da Assistência Social em busca de emitir o documento, retorna com desânimo e em muitas das vezes, nem chega a enfrentar a fila.
Relatos feitos ao A Voz de Santa Quitéria dão conta de pessoas que já esperam o documento a, pelo menos, cinco meses e sem qualquer previsão para o recebimento. Por conta desta burocracia, que também se estende a outros municípios cearenses, aposentados e beneficiários de programas sociais estão sendo prejudicados, quando o Registro Geral é solicitado para algum procedimento.
Sem esperar pela morosidade do Estado, os que demandam urgência tem procurado a unidade do Vapt Vupt, na cidade de Sobral, onde enfrentam grandes filas, mas conseguindo obter o documento em um prazo de até 15 dias. Como muitos não dispõem de condições de ir até lá, a alternativa tem sido pressionar o Ministério Público do Estado do Ceará, para cobrar agilidade na resolução deste problema.
A pasta responsável pela emissão, a Secretaria da Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) alegou uma atualização do documento de identidade, feita pela Perícia Forense em julho passado, incluindo 14 novas informações e medidas de segurança. A inserção dos novos dados fez com que o tempo de atendimento fosse estendido, bem como o prazo para emissão, já que há uma atualização de sistema e o cuidado com as novas medidas de segurança. 
“Para minimizar o transtorno, a SPS, que gerencia as Casas do Cidadão e os Vapt Vupt, orienta que, nesses locais, em casos de urgência, o cidadão compareça comprovando a necessidade para que o atendimento seja priorizado”, esclarece o órgão.