PUBLICIDADE



Falhas técnicas deixam paradas 62 obras de saneamento básico no Ceará

Com atraso do Governo Federal, o Ceará tem 62 obras de saneamento paradas, sendo o 4º Estado com a maior quantidade de contratos interrompidos. Em todo Brasil, R$ 13,5 bilhões em contratos de obras de saneamento básico estão paralisadas, sendo que R$ 12,6 bilhões são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), criado em 2007. São quase mil contratos de empreendimentos planejados com recursos públicos que não atendem a população e a maior fatia está localizada na Região Nordeste.
O saneamento é importante por garantir abastecimento de água potável, coleta e tratamento de esgoto, limpeza urbana, redução e reciclagem do lixo. Enquanto as obras estão paradas, 103,2 milhões de brasileiros estão sem acesso a esgotamento sanitário e 40,8 milhões sem abastecimento de água, de acordo com dados oficiais.
A estagnação das obras do PAC acontece devido problemas técnicos identificados em seus projetos base, segundo especialistas. Uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) nos empreendimentos parados, não só de saneamento, também localizou irregularidades. Entre os problemas, está o fato de companhias estaduais, empresas ou municípios que captavam o dinheiro não terem à disposição capacidade técnica para tocar projetos de qualidade.

Ceará Agora
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget