Imoral, fundão eleitoral poderá ter apoio da maioria dos deputados federais do Ceará

Imoral, fundão eleitoral poderá ter apoio da maioria dos deputados federais do Ceará

Deputados cearenses são favoráveis ao escandaloso fundo eleitoral e articulam gastos com dinheiro público na compra e aluguel de imóveis, e para pagar advogados e multas. O montante seria de R$ 3,2 bilhões, valor subtraído dos impostos pagos pelo povo brasileiro.
O projeto conta com o apoio de, ao menos, 12 dos 22 deputados federais do Ceará.
Se manifestaram contrários ao fundão eleitoral bilionário, Heitor Freire (PSL), Capitão Wagner (PROS), Pedro Bezerra (PTB), Idilvan Alencar (PDT) e Célio Studart (PV).

Em tempo
O país está literalmente quebrado, deverá faltar dinheiro para educação, saúde e segurança pública, por isso, é inaceitável que políticos torrem o dinheiro do povo em campanhas eleitorais. É lamentável e imoral, saber que o montante aproximado de R$ 4 bilhões, será subtraído do tesouro, ou dos impostos e destinado a partidos como PSDB, PT, PDT, MDB e outros.

Em tempo 1
Não satisfeitos, pseudo “representantes do povo” pretendem torrar nosso dinheiro, de maneira pessoal, com aluguel e compra de imóveis, aeronaves particulares e pagamento de honorários advocatícios.

Cearense News