PUBLICIDADE



Lava-Jato de Curitiba pede progressão da pena de Lula para regime semiaberto

Os procuradores da Lava-Jato de Curitiba pediram nesta sexta-feira para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva progredir para o regime semiaberto. O petista cumpre pena na capital do Paraná desde abril de 2018. O pedido é assinado por 15 integrantes da força-tarefa, incluindo seu coordenador, o procurador Deltan Dallagnol.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), Lula cumpre os requisitos para receber o benefício: "Uma vez certificado o bom comportamento carcerário (...)requer o Ministério Público Federal que seja deferida a Luiz Inácio Lula da Silva a progressão ao regime semiaberto".

Desde segunda-feira, o ex-presidente já está apto a pedir a progressão para o semiaberto — neste regime o preso deixa a cadeia durante o dia para trabalhar e retorna à noite para dormir.

No entanto, no Paraná, a Justiça permite uma modalidade específica que só é utilizada no estado e que é chamada de “semiaberto harmonizado". Com isso, o preso pode ficar em prisão domiciliar somente naquele estado, desde que monitorado por tornozeleira eletrônica.

O ex-presidente ainda não comentou o pedido dos procuradores. Ele vai se reunir com o seu advogado Cristiano Zanin Martins na segunda-feira para discutir o assunto. Entre aliados, a expectativa é que Lula insista na estratégia de embate com os integrantes da força-tarefa da Lava-Jato. Ele pode, por exemplo, dizer que não aceita usar tornozeleira eletrônica ou se recusar a pagar multa que venha a ser estabelecida para que deixe a cadeia.

O Globo
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget