PUBLICIDADE



MP da carteira digital golpeia maior fonte de recursos da UNE e militância estudantil

O presidente Jair Bolsonaro vai assinar, ainda na semana, a medida provisória (MP) que institui a carteira digital de estudante. Batizada de MP da Liberdade Estudantil, a mudança implantará nova modalidade de identificação estudantil que é usada para pagar meia entrada em ônibus, eventos, shows, cinemas, futebol e até em equipamentos como o Beach Park.
Atualmente a emissão do documento está nas mãos das Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), além de entidades estaduais e municipais filiadas. Trata-se de maios relevante fonte de recursos de entidades de estudantes que, geralmente, tem suas direções ligadas a grupos políticos de esquerda.
Ao comentar hoje a MP, o presidente Jair Bolsonaro deixou claro um de seus alvos: “É a carteira digital. Vou facilitar a vida dos estudantes. Não vai ter mais que pagar para a UNE, e quem manda lá é o PCdoB. Vai faltar dinheiro para o PCdoB, hein?”.
“A carteira de identidade (estudantil) digital, deve ser assinada a Medida Provisória nesta quinta-feira (5)”, informou o porta-voz do Palácio do Planalto, Otávio Rêgo Barros, em entrevista a jornalistas.

Focus.jor
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget