PUBLICIDADE



Cai de R$ 680 milhões para R$ 506 milhões cota do Ceará com megaleilão do pré-sal

O Ceará perdeu cerca de R$ 174 milhões com as novas regras para distribuir os recursos do leilão do petróleo do pré-sal. Da forma como estava no relatório de Cid Gomes (PDT) aprovado pelo Senado, o Ceará teria direito a algo em torno de R$ 680 milhões. Com as mudanças feitas na Câmara dos Deputados, o valor desceu para cerca de R$ 506 milhões. As contas são do próprio senador.

Deve-se considerar que esses valores se baseiam no valor mínimo estabelecido para o megaleilão. No caso, R$ 106 bilhões. No entanto, o valor pode aumentar significativamente caso a disputa pelos poços de petróleo por parte da iniciativa privada seja acirrada.

“Continuo achando que não foi a melhor saída”, disse Cid Gomes ao Focus.  Cid, no entanto, ressalta que as mudanças foram frutos de acordos em que o governador Camilo Santana (PT) estava presente. “Não quero ser mais real que o rei. Se o Camilo concordou, vou apoiar”, disse o senador.

A partilha prevista para os municípios, não mudou. Considerando o preço mínimo a ser arrecadado com o leilão, Fortaleza vai ficar com R$ 93,5 milhões. Cidades do Interior do Estado mais populosas, como Sobral e Caucaia, vão receber em torno de R$ 10,5 milhões. A pequena Mulungu, encravada na serra de Baturité, terá direito a R$ 1,3 milhões.

O texto modificado pela Câmara voltou para o Senado e deve ser votado na próxima semana após ser analisado em comissões.

Focus.jor
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget