PUBLICIDADE



Assaltantes cearenses “Irmãos Pipocas” morrem em confronto com a PM em Tocantins

Integrantes da Polícia Militar de Tocantins perseguiram e mataram quatro membros da “Quadrilha dos Pipocas”. A organização criminosa, formada por cearenses de Quixadá e que ficou conhecida por assaltar carros-fortes e por matar policiais, havia fugido para a região Norte do Brasil.

Nesta sexta-feira, 1º/11, depois de um confronto e após matar o sargento Américo Gama, 53, foram mortos os criminosos Elineudo Oliveira da Silva (Neudo Pipoca), Paulo Sérgio de Oliveira (Paulo Pipoca) e Ângelo Márcio Rodrigues (Marcio Pipoca) e um quarto assaltante não identificado.

Segundo O POVO apurou, a quadrilha arrombou um cofre do Bradesco em um município da região Norte do estado na manhã desta sexta-feira, 1º/11. Acionada, a PM iniciou o cerco e a perseguição. Em um dos confrontos, o sargento Américo Gama foi morto. 

De acordo com o site T1 Notícias, de Tocantins, os assaltantes foram mortos depois de dois enfrentamentos em lugares diferentes. O primeiro ocorreu entre os municípios de Goianorte e Araguacema, na última quinta-feira. E, nesta sexta-feira, na região de Pequizeiro. Segundo informações da Polícia Militar, os corpos foram transportados para o Instituto Médico Legal de Palmas.

Os irmãos “Pipocas” são bastante conhecidos na região entre Quixadá e Morada Nova. Com o dinheiro oriundo dos roubos a bancos e carros-fortes, além de seqüestros, os “Pipocas” se tornaram ricos e possuem vários imóveis, fazendas, motéis e postos de combustíveis no interior do Ceará.

Da vida de crimes, os “Pipocas” também enveredaram pelo caminho da política no Ceará, elegendo amigos e se tornando fortes (e temidos) na região de Quixadá, onde recebem também apoio de um deputado estadual sempre visto com eles.

O POVO Online
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget