PUBLICIDADE



Donos de carros-pipa no interior do Ceará ameaçam paralisação por falta de pagamento

A dificuldade ao acesso hídrico no Estado, que se agrava progressivamente, pode piorar, a partir da próxima semana, com uma possível paralisação geral dos pipeiros, que distribuem água para mais de 190 mil cearenses no interior cearense. Segundo Everardo Bezerra, presidente do Sindicato dos Pipeiros do Estado do Ceará, a categoria está há três meses (agosto, setembro e outubro) "sem receber dinheiro algum". Conforme explica, "muitos já não têm condições de arcar com os custos básicos, como a compra de óleo diesel".

A categoria vai se reunir, na próxima semana, para deliberar a greve geral, mas muitos pipeiros já decidiram paralisar as atividades por conta própria. "Por mais que a gente reconheça que uma greve afetará muitas pessoas que estão sem água, entendemos ser uma decisão legítima. Ninguém consegue trabalhar sem receber por tanto tempo", pontua o representante sindical.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), de agosto deste ano até o início de novembro, já foram destinados ao Ceará, para custear a Operação Carro-Pipa, R$ 109,2 milhões. "O valor é limitado. Prova disso é o atraso de meses", acrescenta Bezerra. O MDR informou que realizou repasse de mais de R$ 50 milhões à Operação Pipa, no último dia 6 de novembro, e que outros dois pedidos financeiros, feitos pelo Exército Brasileiro, aguardam disponibilidade.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget