PUBLICIDADE



Mais cara no açougue, carne bovina deve manter alta em 2020

Para quem está achando a carne bovina cara, é melhor se preparar, pois ano que vem a alta deve permanecer. De acordo com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que faz pesquisa de preço semanalmente, na segunda quadrissemana de novembro (acumulado em 30 dias), as carnes bovinas subiram, em média, 4,2%.

Por causa do apetite chinês, que aumentou as importações de carnes do Brasil, a arroba do boi subiu nas últimas semanas, e o repasse já começa a chegar às gôndolas. E o movimento deve continuar, pressionando os preços para as festas de fim de ano. O contrafilé, por exemplo, subiu 5,86%, e a alcatra, 3,63%. A picanha subiu menos, 0,32%. Os dados foram divulgados na última terça-feira (19).

O resultado foi uma disparada do preço do boi, que chegou a R$ 204,05, segundo o indicador Esalq/B3. A alta em 12 meses é de quase 40%. As carnes vieram, semana a semana, aumentando de preço. Na terceira quadrissemana de outubro, por exemplo, houve uma pequena queda, de 0,08%, nos preços para o consumidor, segundo a Fipe.

Com informações do Notícias ao Minuto
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget