PUBLICIDADE



Outubro registra o maior número de focos de incêndio da década no Ceará

O Ceará registrou, em outubro passado, o maior número de focos de incêndio dos últimos 10 anos para este intervalo mensal. Segundo o Mapa de Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Estado somou 1.373 focos nos 31 dias de outubro, número superior ao contabilizado em igual período de 2016 (1.241) e 2012 (1.102), que completam a lista dos três anos que apresentaram outubros com maior número de focos de incêndio da série histórica. Segundo especialistas, o mês de novembro deve manter a tendência de altos índices.

Do total de municípios cearenses que tiveram registros de incêndios, 17 concentraram 50% das queimadas. Icó foi o Município com maior número (96), seguido de Boa Viagem (71) e Cariús (66). As três cidades se mantêm com número elevado de registros e figuram, com base em levantamento feito em 2017 e 2018, no quadro de municípios com mais de 100 focos por ano.

Segundo Ana Larissa Ribeiro de Freitas, geógrafa e mestranda em Sensoriamento Remoto do Inpe, outubro "é um mês de seca, portanto, a vegetação fica cada vez mais suscetível aos incêndios". A pesquisadora explica que, para confirmar este cenário, são consideradas "as condicionantes ambientais, em que a temperatura está mais alta, o clima mais seco e a umidade relativa do ar menor".

"A maioria dos incêndios desse tipo é provocada por alguém que ateia fogo ao terreno. A área afetada foi considerada extensa, mas não dá para precisar o tamanho da região atingida", relatou o major Mardens Vasconcelos, do Corpo de Bombeiros de Sobral.

A tendência alta deve se manter em novembro. Pelo menos 100 registros já foram feitos neste mês.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget