PUBLICIDADE

Carne reduz 15%, mas consumidor de Santa Quitéria ainda não sentiu a diferença

Thiago Rodrigues

Após a disparada de preços da carne no fim de 2019, os valores da proteína tiveram redução de 15% em janeiro, de acordo com o Sindicato das Carnes (SindiCarnes). Essa diminuição, porém, ainda não é sentida entre os consumidores de Santa Quitéria. Os estabelecimentos, aos poucos, vem recuperando a clientela, mediante a queda nas vendas por causa das altas consecutivas dos últimos meses.

Apesar do abatimento do valor, o preço ainda não chegou aos patamares comercializados anteriormente. Com o baixo consumo, aliado ao período da entressafra do boi no País, os preços ficaram amenos neste início de ano. As carnes menos procuradas são as que devem sofrer maior redução nos preços, seguindo a lei da procura e oferta de mercado.

Com um salário que não acompanha o aumento exagerado, o quiteriense tem optado por cortes mais baratos, como costelinha, lombo e músculos, aqueles que a população de menor poder aquisitivo compra. Já os mais sofisticados como filé, cupim, alcatra e maminha, normalmente têm preços mais elevados nos frigoríficos e mercados.
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget