Dupla presa por tentar vender carro usado no assassinato do prefeito de Granjeiro

Dupla presa por tentar vender carro usado no assassinato do prefeito de Granjeiro

Fernando Ribeiro

Uma operação conjunta das polícias Civis do Ceará e do Piauí resultou, na manhã desta sexta-feira (17),  na localização e apreensão do veículo utilizado na fuga dos pistoleiros que assassinaram o prefeito do Município de Granjeiro (a 478 km de Fortaleza), João Gregório Neto, 52 anos, o “João do Povo”.

O veículo foi localizado em uma revenda de veículo em Teresina. Os policiais civis foram até o local e encontraram o automóvel já sem as placas originais. O dono do estabelecimento entregou aos policiais as placas que haviam sido retiradas e foi encaminhado para uma delegacia, onde foi autuado em flagrante pelo crime de receptação.

Na abordagem do outro suspeito, na residência dele, o homem disparou tiros contra às equipes policiais e fugiu em direção a um matagal. Após se entregar aos agentes, ele foi conduzido para a sede da Central de Flagrantes, no bairro Centro-Sul. Ele foi autuado por tentativa de homicídio contra os agentes de segurança pública e receptação. Consta na ficha criminal do suspeito daquele estado uma passagem por estelionato. A Polícia Civil procura a arma do suspeito, que se desfez dela quando tentou fugir.

Em tempo
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará , o automóvel Volkswagen Polo cinza, de placas QQW-9591, de Belo Horizonte/MG, foi localizado trafegando, na última semana, pelas vias de Teresina. Diante da informação, agentes da Polícia Civil do Ceará se deslocaram para a cidade piauiense e conseguiram localizar o carro.

Em tempo II
O secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, delegado federal André Costa, postou em sua página nas redes sociais uma mensagem informando que “em breve” serão detalhadas as investigações que culminaram no desdobramento da operação realizada nesta sexta-feira no Piauí. A Polícia segue o rastro do pistoleiro que matou o prefeito. Ele já foi identificado, indiciado no inquérito e, a pedido da Polícia, a Justiça decretou a sua prisão preventiva há uma semana. O assassino teria fugido do Ceará em direção ao estado de Pernambuco e, de lá, seguido para o Piauí.