Família confunde certidão de nascimento no Ceará e gêmeo é dado como morto no lugar do irmão

Família confunde certidão de nascimento no Ceará e gêmeo é dado como morto no lugar do irmão

Um homem no Ceará foi confundido com o irmão gêmeo e foi dado como morto pelos familiares. Os gêmeos Cosmo Damião e Damião Cosmo eram gêmeos idênticos, ou univitelinos, que apresentam detalhes físicos e semelhantes, além do mesmo material genético. Com a morte de um deles, a família confundiu os documentos e afirmou que o irmão vivo, na verdade, estaria morto. O caso começou no dia 25 de dezembro.

A confusão iniciou quando um dos irmãos sofreu um acidente de carro e faleceu. O corpo chegou à Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), e foi dado como desconhecido, no dia 25 de dezembro. Uma pessoa da família apresentou, no mesmo dia, a certidão de nascimento do gêmeo chamado Cosmo Damião. Segundo os exames realizados pelo Laboratório de Identificação Necropapiloscópica (LIN), ficou confirmado que as impressões digitais do corpo eram as mesmas do banco de dados.

Entretanto, os familiares voltaram ao local afirmando que teriam levado a certidão errada e quem havia morrido era o outro gêmeo, Damião Cosmo. Com a contestação, foi preciso realizar novos exames, dessa vez comparando com as impressões digitais no documento do gêmeo vivo, com as encontradas no irmão morto.

A documentação de ambos os irmãos foi confrontada com os bancos de dados e, juntamente com os dados coletados, foi confirmado que o corpo realmente pertencia a Cosmo Damião, e não a Damião Cosmo, que está vivo.

O POVO Online