Homem diz que foi obrigado por assaltantes a tomar 2 litros de pinga

Homem diz que foi obrigado por assaltantes a tomar 2 litros de pinga

Cachaça, marvada, caninha, pinga, aguardente, água que passarinho não bebe... A bebida queridinha do Brasil foi o centro de um crime registrado no interior de Minas Gerais na segunda-feira (13/1). Em Frutal, cidade do Triângulo Mineiro com cerca de 59 mil habitantes, um homem de 33 anos alega que foi obrigado, durante um assalto, a beber dois litros de cachaça, sob ameaças.

O rapaz registrou boletim de ocorrência na sede da 4ª Companhia de Polícia Militar da cidade mineira. Bêbado, ele disse aos militares que foi vítima do roubo quando circulava de moto por uma estrada nos arredores do município.

Segundo ele, cinco homens armados com revólveres de cor prata e espingarda o interpelaram e o obrigaram a consumir a bebida, que tem em média de 38% a 48% de teor alcoólico. Além disso, eles levaram a moto, um celular, uma carteira de couro e R$ 970.