PUBLICIDADE

Sindicato dos Servidores de Santa Quitéria apresenta reivindicações à Secretaria de Saúde

Thiago Rodrigues

Dando continuidade a apresentação da campanha salarial de 2020, o Sindicato dos Servidores Públicos de Santa Quitéria se reuniu na manhã desta terça-feira (14), com o secretário de saúde Diego Magalhães Timbó.

Foram apresentados os seguintes eixos:
  • Realização imediata de concurso público para todos os cargos;
  • Reajuste Salarial tendo em vista que a média da perda salarial 44% (desde 2013 sem reajuste), com exceção das categorias que tem piso assegurado por Lei Federal (ACS e ACE).
  • Data base do reajuste salarial de todas as categorias para janeiro.
  • Proposição e elaboração do PCCS de todas as categorias de servidores municipais que ainda não são contempladas com Plano de Cargos e Carreira.
  • Calendário para cumprimento do Estatuto do Servidor no quesito licenças prêmios.
  • Transparência nos processos de transferências dos trabalhadores de locais de trabalho.
  • Redução da jornada de trabalho para 30 horas semanais para técnicos de enfermagem e enfermeiros;
  • Fardamento e Equipamentos de Proteção Individual para os Agentes Comunitários de Saúde e para os Agentes de Combate a Endemias.
  • Regulamentação de Lei Municipal que assegure o pagamento da INSALUBRIDADE dos Agentes Comunitários de Saúde;
  • Regulamentação de Lei Municipal que assegure o pagamento do INCENTIVO ANUDAL dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate a Endemias;
  • Regulamentação de Lei Municipal, com repasse integral para os funcionários das unidades de saúde, vinculados a Estratégia Saúde da Família, da verba recebida do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ);
  • Cumprimento do reajuste salarial nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate a endemias.
  • Elaboração do Laudo Pericial que identifica os locais insalubres e perigosos.
Vigias
  • Fardamentos e equipamentos essenciais ao desenvolvimento do trabalho;
  • Pagamento de adicional de periculosidade, de 30% (trinta por cento) do salário base da categoria;
  • Formação continuada na área de vigilância.
Auxiliares de Serviços Gerais
  • Fardamentos e Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s).
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget