PUBLICIDADE

Agricultores cearenses recebem bioinseticida para combater praga que destrói lavouras de milho

Honório Barbosa

No sertão cearense, começa a chegar às mãos dos agricultores familiares, o bioinseticida BT (Bacillus Thuringiensis), que deve ser usado no controle da lagarta-do-cartucho, a praga mais devastadora da cultura do milho. O produto é distribuído, de forma gratuita, pelos escritórios da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce).

"Estamos em fase experimental, mas já podemos afirmar que é um produto de alta qualidade", pontuou o agrônomo, assessor da Ematerce e professor da Universidade Federal do Ceará (UFC), Marcos Vinícius Assunção. "A cultura do milho é a que mais se planta no sertão cearense, daí a importância do combate natural à praga, preservando a saúde do agricultor e do meio ambiente", acrescentou.

O bioinseticida BT começou a ser testado, em pequena escala, no plantio de milho de sequeiro em 2017. De lá para cá, a quantidade distribuída vem aumentando. Por ainda estar em fase experimental, são atendidos apenas produtores inscritos no programa de distribuição de sementes Hora de Plantar, do Governo do Estado.

Cada agricultor deve fazer duas aplicações em um intervalo de 15 dias quando a lagarta surgir e começar a 'riscar' a folha do milho, ainda na fase juvenil (com no máximo 1,5cm). Se o inseto for adulto, não há mais eficiência do produto que destrói o intestino da lagarta e a mata logo após.
Tags
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget