PM interrompe missa para pedir adesão de fiéis a motim em Juzeiro do Norte

PM interrompe missa para pedir adesão de fiéis a motim em Juzeiro do Norte

O desespero chegou ao motim dos PMs no Ceará. Um militar devidamente fardado, subiu ao altar da Igreja Menino Jesus de Praga, em Juazeiro do Norte, chorou e pediu o apoio da sociedade após rogar o perdão do padre que presidia a missa, por “estar atrapalhando”.

O PM classificou sua atitude como necessária e admitiu a possibilidade até de ser punido com prisão pelo ato. Fez referências as dificuldades enfrentadas pela categoria, pediu “socorro” e, aos prantos, insistiu no perdão “pelo amor de Deus”.

Essa cena hoje retrata como a greve entrou numa fase complicada para PMs.