"Policiais não aceitaram a proposta do Governo", diz Soldado Noélio sobre reajuste

"Policiais não aceitaram a proposta do Governo", diz Soldado Noélio sobre reajuste

Henrique Araújo, do O POVO

Deputado estadual e um dos representantes dos policiais militares e bombeiros nas reuniões com o Governo do Estado, Soldado Noélio (Pros) disse que a categoria não aceitou a proposta de reajuste salarial acordada nesta quinta-feira, 13, após encontro na Assembleia Legislativa.

“A categoria não aceitou a proposta. Não aceitou”, falou o parlamentar, que convocou reunião da corporação na próxima terça-feira, 18, às 9 horas, na AL-CE. O objetivo do encontro é avaliar os próximos passos do processo de discussão salarial.

Segundo Noélio, “o governo foi alertado” de que o acordo não contemplaria todos os pontos reivindicados pelas polícias. “Infelizmente, o cenário é esse. Não temos poder de imposição sobre o governo. Se a tropa está insatisfeita, se demonstra em presença, os próprios deputados têm a responsabilidade agora de procurar o Governo para mediar uma solução”, afirmou.

Nesta quinta, depois de horas de conversa, membros do Governo, secretários, deputados e comandantes da PM e Bombeiros anunciaram que haviam chegado a uma proposta de consenso para o reajuste dos militares. Por ela, um soldado passaria a receber R$ 4,5 mil ao final de 2022 – um aumento de 29%.