Prefeito que assumiu após a morte de João do Povo é afastado do cargo em Granjeiro

Prefeito que assumiu após a morte de João do Povo é afastado do cargo em Granjeiro

Matheus Facundo, do O POVO

Ticiano Tomé (PSDB), prefeito de Granjeiro que havia sido empossado após a morte do antigo prefeito eleito João do Povo (PL), foi afastado do cargo nesta segunda-feira, 17. O presidente da Câmara Municipal, Luiz Márcio Pereira (PMN), assume a prefeitura interinamente.

O afastamento foi decidido em votação no Plenário da Câmara de Granjeiro na tarde desta segunda. Foram seis votos a favor e três contrários. Ticiano Tomé ficará afastado do cargo por 90 dias e, durante este período, terá sua remuneração cortada pela metade.

Tomé está sendo denunciado por infrações político-administrativas. Após o anúncio do afastamento, o público que acompanhava a reunião aplaudiu a decisão. 

O Poder Público de Granjeiro tem sido alvo de investigações e polêmica desde o assassinato de João do Povo, na véspera de Natal. Dois suspeitos foram presos pelo crime e seguem sendo investigados.