Coronavírus: Construção Civil pede retorno gradativo aos canteiros ao Governo do Estado

Coronavírus: Construção Civil pede retorno gradativo aos canteiros ao Governo do Estado

A lista de ofícios enviados ao governador Camilo Santana teve mais uma correspondência protocolada nesta quinta-feira (26). Desta vez pelo setor da Construção Civil. Assinado por quatro entidades representativas, o documento endossa pleito já enviado por Indústria e Comércio: o retorno do funcionamento das empresas e o fim do isolamento social decretados para conter a contaminação pelo novo cornavírus.

No entanto, Patriolino Ribeiro, o presidente do Sindicato da Indústria da Construção do Ceará (Sinduscon-CE), pondera que este retorno aos canteiros de obras seria gradual, e não todos os 50 mil operários do Estado de uma só vez. 

As pequenas construtoras, cujo canteiro conta com número de operários entre 5 e 15, segundo ele, são a principal preocupação do setor, pois "não aguentam ficar arcando com os custos" sem a atividade estar em curso.

"Então, esses pequenos empresários vão acabar demitindo essas pessoas e a gente fica preocupado com isso, com essa demissão em massa", destaca.

Diário do Nordeste