“Estou escrevendo ao ministro que o sistema de saúde do Ceará colapsou”, diz secretário estadual

“Estou escrevendo ao ministro que o sistema de saúde do Ceará colapsou”, diz secretário estadual

Sem leitos nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) dos hospitais públicos e com estoques escassos de equipamentos de proteção individual (EPI), o Secretário de Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto, projetou, projeta cerca de 250 novas mortes de coronavírus por dia em Fortaleza a partir de maio, quando se dará o pico da doença no Estado.

“Estou escrevendo ao ministro (da Saúde, Henrique Mandetta) que o sistema de saúde do Ceará colapsou. E que nós vamos começar a ter morte de pessoas que estavam entubadas. Hoje a UPA da Praia do Futuro tinha 22 doentes em fila. Devemos chegar na próxima semana a 10% de mortalidade”, afirmou durante reunião com o Sindicato da Indústria da Construção do Ceará (Sinduscon-CE) nesta terça-feira (14).

Atualmente, a letalidade do Ceará está em 5,35%. O Estado tem 111 mortes por Covid-19 e e 2075 casos confirmados. “No sistema público eu não tenho mais leito de UTI, acabou”, disse o secretário.