Hospital no Rio tem 90% dos leitos de UTI ocupados, para tratamento de COVID-19 | A Voz de Santa Quitéria
PUBLICIDADE

Hospital no Rio tem 90% dos leitos de UTI ocupados, para tratamento de COVID-19

O hospital de referência no tratamento da Covid-19 no Rio, o Ronaldo Gazolla, em Acari, na Zona Norte da cidade, tem mais de 90% das vagas ocupadas nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs). É ele que concentra a maioria dos leitos disponíveis para tratamento de pacientes vítimas do novo coronavírus na capital.

De acordo com um levantamento feito pelo Bom Dia Rio, a rede municipal de Saúde do Rio tem, no momento, 170 leitos exclusivos para o coronavírus. Destes, 150 são no Hospital Ronaldo Gazolla e, dentre eles, 137 já estão ocupados e somente 13 estão vagos.

Na CER do Leblon, na Zona Sul, são dez vagas de UTI. Mas a prefeitura não informou quantos estão ocupados e quantos estão livres.

A alta ocupação não acontece somente na rede municipal. Nas unidades da rede estadual existentes na capital, a ocupação das UTIs chega a 71%. Na rede federal, menos de 10% dos leitos existentes estão funcionando e estão todos ocupados.

O balanço não considera os dados dos hospitais de campanha que estão sendo montados na cidade.

As UTIs são importantes no tratamento de pacientes com sintomas graves da Covid-19. Quando a vítima do novo coronavírus tem o quadro respiratório agravado, ela precisa ser entubada e submetida a tratamento com suporte específico, oferecido somente em UTIs.

A alta na demanda por UTIs é um dos motivos que levam a Organização Mundial de Saúde a recomendar o isolamento social para conter a disseminação do novo coronavírus. A ideia é achatar a curva de contágio da doença, freando a demanda por internação hospitalar dos pacientes graves.

Edivaldo Dondossola
[blogger]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget