Médico e prefeito afastado de Uruburetama acusado de estuprar pacientes é solto

Médico e prefeito afastado de Uruburetama acusado de estuprar pacientes é solto

O médico e ex-prefeito de Uruburetama, José Hilson de Paiva, de 71 anos, foi solto nesta quarta-feira (1º). A Justiça decidiu que José Hilson, acusado de estuprar dezenas de pacientes em seu consultório, fosse beneficiado com prisão domiciliar mediante tornozeleira eletrônica. Os processos contra ele tramitam em segredo de Justiça.

A reportagem apurou que a defesa do réu argumentou pela liberdade dele destacando que José Hilson se enquadra no grupo de risco do novo coronavírus devido à dois fatores: idade e por ser portador de insuficiência coronária. As decisões foram proferidas pelos juízes das Varas das comarca de Uruburetama e Cruz nessa terça-feira (31) e o alvará de soltura cumprido na tarde desta quarta-feira (1º).

O homem chegou a ficar conhecido como 'Dr. Assédio', foi afastado da Prefeitura de Uruburetama e ficou impedido de exercer a Medicina. As denúncias contra ele apontavam que o crime de estupro era cometido desde a década de 1980, em Uruburetama e Cruz. Em julho do ano passado, Paiva foi preso.

Diário do Nordeste