Mesmo com fiscalização, quiterienses continuam se aglomerando em filas de banco

Mesmo com fiscalização, quiterienses continuam se aglomerando em filas de banco

As ruas do centro de Santa Quitéria amanheceram com movimento expressivo nesta segunda (6). A maior movimentação é impulsionada pela necessidade dos serviços bancários. Uma cena que não deixou de ocorrer durante o decreto governamental: pessoas se aglomerando nas portas das agências.

Enquanto o comércio paralisa as atividades e começa a sentir os efeitos da crise, os bancos continuam funcionando no autoatendimento, ainda sem a organização necessárias. Na manhã de hoje, dezenas de pessoas nas portas do Bradesco, Banco do Brasil e banco popular. No local, agentes do Demutran tentavam estabelecer um distanciamento entre os clientes, sem sucesso.


O Ministério Público, através da promotora de Justiça Marina Romagno Marcelino, chegou a expedir recomendações para que os bancos de Santa Quitéria adotassem medidas para evitar as filas. A insistência das pessoas, como mostra o vídeo, dificulta qualquer controle.