Paulo Guedes: País pode renegociar tudo, mas não desorganizar rede de pagamentos

Paulo Guedes: País pode renegociar tudo, mas não desorganizar rede de pagamentos

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse neste sábado, 4, em live com líderes varejistas, que o País até pode renegociar salários e outras despesas em meio à crise do novo coronavírus, mas que não é possível desorganizar por completo a rede de pagamentos. "Vamos para o teletrabalho, para o e-commerce, mas de qualquer forma temos de manter respirando e oxigenada a economia brasileira", afirmou. "Não podemos cair na atração do calote, da falta de pagamentos, isso descontinua a rede nacional de pagamentos", completou.

Para Guedes, o País atravessará duas "grandes ondas" durante o combate à covid-19: a primeira delas, para enfrentar as questões de saúde pública; a segunda, os impactos econômicos.

O ministro ainda disse que as vendas no comércio estão caindo e que, dessa forma, a arrecadação também será afetada.

Estadão Conteúdo