Pentecoste registra maior chuva do Ceará; água invade residências e moradores ficam desabrigados

Pentecoste registra maior chuva do Ceará; água invade residências e moradores ficam desabrigados

O município de Pentecoste, a 90 km de Fortaleza, registrou a maior chuva do Ceará, entre as 7h de quarta-feira (22) e as 7h desta quinta (23). Os dados são da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) até às 9h40. De acordo com a Funceme, foram 105,6 milímetros de precipitação no posto de Pentecoste. 

A intensa chuva alagou ruas e deixou moradores desabrigados na tarde desta quarta-feira (22). Parte do muro do estádio municipal desabou, mas não houve vítimas, segundo a prefeitura. De acordo com moradores, a precicipitação começou à tarde e durou quase duas horas de temporal. Os bairros mais atingidos foram Pedreiras, Centro e Acampamento.

Além de invadir casas, a água entrou em estabelecimentos comerciais como uma agência bancária e um supermercado situados na região central da cidade. Carros e motocicletas foram arrastados pela correnteza que se formou em algumas ruas e avenidas.

Apoio da prefeitura
A prefeitura do município informou por meio de um comunicado que as famílias desabrigadas ou que não tiverem em condições de continuar em seus imóveis devem procurar uma unidade de ensino mais próxima para ficar abrigadas. 

A município informou ainda que iniciou um mapeamento nas áreas mais afetadas da cidade para verificar a quantidade de famílias desabrigadas e tomar as medidas emergenciais. Já existem algumas famílias abrigadas em escolas e estão recebendo alimentação e colchonetes.

Ajuda aos desabrigados
A prefeitura de Pentecoste, por meio da Secretaria de Assistência Social disponibilizou um número de atendimento para auxiliar as famílias que ficaram desabrigadas após as fortes chuvas que atingiram o município. A partir desta quinta-feira (23), um assistente estará recebendo um responsável por cada uma destas famílias para prestar ajuda de forma emergencial.

Informações e suporte para desabrigados/situação emergencial: (85) 991619020

Diário do Nordeste