Pousadas pedem inclusão no aluguel de leitos para abrigar pessoas do grupo de risco

Pousadas pedem inclusão no aluguel de leitos para abrigar pessoas do grupo de risco

Com a negociação do aluguel de 1.020 leitos em hotéis de Fortaleza pelo Governo do Estado, a Associação dos Meios de Hospedagem e Turismo (AMHT) - que representa pequenas e médias pousadas - cobra inclusão de estabelecimentos menores no acordo.

A presidente da entidade, Vera Lucia da Silva, argumenta que, por serem pequenos, os empreendimentos que representa estão mais suscetíveis à falência. "Nós não temos caixa para aguentar por muito tempo e somos os primeiros a quebrar. Todo o Turismo está sofrendo, mas os pequenos são os mais atingidos", afirma.

O Governo do Estado irá alugar 1.020 leitos em hóteis para abrigar pessoas do grupo de risco do novo coronavírus que não tenham condições de ficarem isoladas, assim como aquelas em situação de vulnerabilidade que dividam residência com um grande número de pessoas.

Ela aponta que, com a inclusão das pousadas, seriam possível beneficiar mais pessoas. "Poderia incluir as pessoas que estão na linha de frente desse combate, como profissionais da saúde, que estão em contato com a carga viral o tempo todo e ficam apreensivos de contaminar suas famílias", afirma.

Diário do Nordeste