Presidente de país europeu sugere vodca e sauna para combater coronavírus

Presidente de país europeu sugere vodca e sauna para combater coronavírus

Presidente da Bielorrúsia há 26 anos, Alexander Lukashenko acredita que um tratamento à base de vodka e banhos de sauna pode ajudar no combate ao coronavírus.

De acordo com o jornal americano “New York Post”, o presidente acusa países que aderiram ao isolamento de serem vítimas de ‘psicose’. No país que lidera, ele insiste que os 9,5 milhões de habitantes mantenham uma vida normal.

"É melhor morrer de pé do que viver de joelhos", disse Lukashenko, citando o revolucionário mexicano Emiliano Zapata

Segundo o gestor, as pessoas devem usar vodka no combate ao vírus. “As pessoas não deveriam apenas lavar suas mãos com vodca, mas também envenenar o vírus com ela. Vocês deveriam beber o equivalente a 40-50 mililitros de álcool por dia. Mas não no trabalho”, disse.