Novo diretor-geral da PF troca superintendente no Rio de Janeiro

Novo diretor-geral da PF troca superintendente no Rio de Janeiro

Horas depois de assumir o cargo nesta segunda-feira (4), o novo diretor-geral da Polícia Federal, Rolando Alexandre de Souza, decidiu trocar o chefe da superintendência da corporação no Rio de Janeiro. O atual ocupante do cargo, Carlos Henrique Oliveira, poderá substituir Disney Rossetti como diretor executivo da PF, o segundo cargo mais importante da polícia.

O substituto de Oliveira ainda não foi anunciado. Rossetti foi superintendente da PF em São Paulo entre 2015 e 2019 e foi alçado a número 2 da corporação pelo ex-ministro Sergio Moro.

Não é a primeira mudança na chefia da PF do Rio no governo Bolsonaro. No ano passado, o delegado Ricardo Saadi foi substituído por Oliveira. Na época, Bolsonaro chegou a dizer que a substituição tinha ocorrido por motivos de "produtividade", o que a própria PF negou em nota oficial.

Quando pediu demissão, Moro afirmou que Bolsonaro queria trocar novamente a chefia da PF no Rio, e que não lhe foram apresentadas razões para a mudança.

Rolando tomou posse como diretor da PF pelo presidente Jair Bolsonaro nesta segunda-feira (4). Ele era secretário de Planejamento e Gestão da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) e braço-direto do diretor-geral da Abin, Alexandre Ramagem.

CNN