Sobral adota testagem de Covid-19 em 37 Centros de Saúde da cidade

Sobral adota testagem de Covid-19 em 37 Centros de Saúde da cidade

Cidade do interior do Ceará com maior número de casos confirmados de Covid-19, Sobral passou a adotar a testagem rápida da doença de forma descentralizada. A coleta do material nos pacientes com quadro sintomático pode ocorrer, desde a última semana, em qualquer um dos 37 Centros de Saúde da Família do município. Os pacientes precisam apresentar sintomas há pelo menos sete dias.

O objetivo da medida é diminuir o deslocamento das pessoas com quadro suspeito e, com isso, limitar a propagação do vírus.

O município já registra 1.159 casos e 43 óbitos em decorrência da doença. Dos municípios cearenses, Sobral fica atrás, apenas, de Fortaleza (20.146) e Caucaia (1.226), na Região Metropolitana de Fortaleza. Além disso, a cidade registra 681 pessoas curadas, o que representa 2,93% do número total no Ceará, de 23.204 pacientes recuperados.

O índice elevado de casos pode ser consequência do maior número de testes realizados. Em relação a este número, Sobral só fica atrás de Fortaleza, que realizou 3.680 coletas. Já no município da região Norte foram feitos 3.661 testes rápidos, média superior a observada no interior. Para ter ideia, das cinco cidades com maiores números de casos confirmados da doença, Caucaia (2.850), Maracanaú (2.031) e Itapipoca (907) realizaram menos testes que Sobral.

Consórcio
Para reforçar o número, Sobral recebeu nesta terça (26) mais 820 testes rápidos para Covid-19 e 7 mil máscaras N95 para uso exclusivo dos profissionais de saúde. O material foi adquirido por meio do Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Sobral (CPSMS), que atende 24 municípios consorciados. Ao todo, 20 mil máscaras N95 e 2.500 testes rápidos foram distribuídos entre estas cidades.

“A ideia do prefeito Ivo Gomes, que preside o Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Sobral, é continuar investindo recursos do consórcio para apoiar os municípios durante a pandemia”, destaca Carlos Hilton Soares, diretor executivo do CPSMS.

G1 CE